Print this Page Email this Page

Aliança de Controle do Tabagismo Launches New Second-Hand Smoke Campaign

Wednesday, July 22, 2009


Contact:  Jorge Alday, Public Relations Manager  

 

(Sao Paulo e New York) –  A Aliança de Controle do Tabagismo (ACT) e o Instituto Nacional de Câncer (Inca) lançam neste domingo, 26 de julho, no Fantástico, da TV Globo, uma campanha publicitária financiada pela Iniciativa Bloomberg por meio da World Lung Foundation (Fundação Mundial do Pulmão). "Quem não fuma não é obrigado a fumar", nome da campanha, conta com peças como um filme de 30 segundos, spot para rádio, cartazes, folhetos, outdoor e busdoor, além de um hotsite.

brazilcampaignImageCriada pela Euro RSCG Contemporânea e produzida pela Kombat, a campanha foi testada por meio de grupos focais e aborda os males causados à saúde pelo fumo passivo nos ambientes de lazer, como bares e restaurantes, e não apenas a seus freqüentadores, mas especialmente aos trabalhadores desses locais.

"Para nós, da ACT, essa campanha é muito importante para conscientizar a população em geral e os fumantes sobre os problemas à saúde causados pela exposição à fumaça do cigarro, principalmente para os trabalhadores do setor hospitalidade", diz Paula Johns, diretora-executiva da ACT.

A chefe da Divisão de Controle de Tabagismo do Inca, Tânia Cavalcante, ressalta que a campanha revela ao público um resultado bastante preocupante de uma pesquisa feita pelo Inca: pelo menos sete não fumantes morrem por dia no Brasil por causa da convivência com fumantes. "Quem não fuma não é obrigado a fumar" mostra ainda que fumante passivo corre sérios riscos de ter câncer de pulmão, infarto e outras doenças graves.

"A ACT e o INCA são reconhecidamente líderes por seus esforços em proteger a população dos perigos da exposição à fumaça do tabaco", disse Peter Baldini, Diretor Executivo da World Lung Foundation. "Estamos honrados em trabalhar com eles nesta campanha, a qual  esperamos que possa ajudar  os paulistas a entender porque eles têm o direito de respirar um ar livre do fumo".

Para chamar a atenção de que todos, sem exceção, têm direito a um ambiente 100% livre da fumaça, a campanha destaca alguns dados do Inca, que assina a campanha junto com a ACT, tais como:

  • Mesmo que haja uma janela ou varanda, não existem níveis seguros de exposição à fumaça dos produtos do tabaco e nenhum sistema de ventilação é capaz de eliminar  os elementos cancerígenos que ficam no ar.
  • 95% dos elementos cancerígenos encontrados em ambientes coletivos vêm da fumaça dos produtos do tabaco.
  • A fumaça que sai da ponta acesa do cigarro possui as mesmas substâncias daquela que o fumante inala, porém, algumas encontram-se em concentrações maiores: 50 vezes mais alcatrão e até 5 vezes mais nicotina e monóxido de carbono.
  • Quem convive com fumantes fuma o equivalente a 10 cigarros por dia e tem seis vezes mais chance de desenvolver câncer de pulmão.
  • Garçons não fumantes expostos à fumaça em bares e restaurantes têm duas vezes mais chances de ter câncer de pulmão do que os que trabalham em ambientes livres da fumaça do tabaco.

O hotsite da campanha, que entrará no ar dia 24, traz as imagens e todo o material disponível para download, e permite acesso aos sites da ACT e do Inca. Além disso, através do hotsite a população pode assinar uma petição pedindo para que o Congresso Nacional aprove projeto de lei que modifica a lei atual, 9294/96, e proíbe os fumódromos. Assim, todo o país se tornará livre do fumo em ambientes fechados. O  hotsite fica no endereço: http://brasil.livredefumo.org.br/

MAIORIA ESMAGADORA DOS TRABALHADORES DE BARES E RESTAURANTES APOIA LEI DE AMBIENTES LIVRES DE FUMO

A maioria dos funcionários que trabalha em bares, restaurantes e casas noturnas é totalmente contra o fumo em locais fechados e acredita que ele prejudica muito a saúde de quem não é fumante. Esse é o principal resultado de pesquisa que a Aliança de Controle do Tabagismo (ACT) encomendou ao Datafolha, feita em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife.

Foram ouvidos funcionários, com 18 anos ou mais, que exercem funções de garçom, caixa, recepcionista, maitre, barman e DJ, em bares, restaurantes e casas noturnas, localizados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Foram priorizados os estabelecimentos mais conhecidos, com maior visibilidade, localizados em áreas de maior concentração desse tipo de comércio. A pesquisa foi feita nos dias 5 e 6 de maio de 2009 e coletou 611 entrevistas.

Em São Paulo, onde a proibição do fumo em ambientes fechados começará a vigorar em 7 de agosto, 85% desses profissionais são contrários ao fumo em ambientes fechados, e no Rio e em Recife, onde já há fiscalização da medida, o índice aumenta para 93% e 96% respectivamente.

Os profissionais do setor acreditam que o fumo prejudica a saúde de quem não é fumante. Em São Paulo, 84% são conscientes dos males provocados pelo tabagismo passivo; no Rio, 97%; e em Recife, 95%. Entre os que acham que prejudica muito, os índices são de 66% em São Paulo; 88% no Rio; e 90% em Recife.

A pesquisa pode ser acessada  no link: http://actbr.org.br/uploads/conteudo/253_Opiniao-Funcionarios-Datafolha-2009.pdf

# # #

Para mais informações, entre em contato com nossa assessoria de imprensa:

São Paulo                                                
Acontece Comunicação                            
Chico Damaso ou Monica Kulcsar            
(11) 3873-6083 / 3871-2331     
acontece@acontecenoticias.com.br       
chicoacontece@uol.com.br

 

 


New York

World Lung Foundation
Jorge Alday
+1 (212) 639 0070
jalday@worldlungfoundation.org
Rio de Janeiro
Anna Monteiro
(21) 3311-5640 / 8152-8077
Anna.monteiro@actbr.org.br      
Salvador
Daniela Guedes
(71) 3374 1384 / 9134 7897
danielaguedes@actbr.org.br

 

About World Lung Foundation

World Lung Foundation was established in response to the global epidemic of lung disease, which kills 10 million people each year. The organization improves global lung health by improving local capacity to conduct research, develop public policy and deliver public health education. The organization's areas of emphasis are tobacco control, tuberculosis, HIV/AIDS, asthma, and child lung health. For more information, please visit worldlungfoundation.org

 
World Lung Foundation
61 Broadway, Suite 2800   ·  New York, NY  10006
212-542-8870 (main)   ·  info@worldlungfoundation.org
Copyright 2014, All rights reserved.

Powered by Orchid Suites
Orchid ver. 4.7.6.